A Rede Solidária Somar Floripa, da Prefeitura de Florianópolis, está articulando diversas ações de Natal para crianças de instituições sociais, centros de convivência, abrigos municipais e pessoas em situação de rua acolhidas na Passarela da Cidadania. Pelo terceiro ano consecutivo, está no ar a Árvore Digital de Natal, desenvolvida pela empresa Incuca e parceria do Floripa Shopping, que atenderá 850 pedidos das crianças para o Papai Noel. Para adotar uma cartinha, basta acessar www.somarfloripa.com/natal.

Distribuição de presentes da Árvore Digital de 2019

Outra parceira da rede solidária é a Rede Angeloni, que presenteará mais de 500 pequenos, também em situação de vulnerabilidade social, de instituições sociais cadastradas na Somar Floripa. Os pedidos de presentes estão em árvores físicas nos supermercados de Florianópolis.

Mas não é só isso. Para que todos possam ter um dia de Natal especial, a Somar Floripa está arrecadando alimentos para proporcionar ceias em abrigos da Capital e para as pessoas em situação de rua acolhidas pela Passarela da Cidadania. Estão abertas também vagas para voluntários que queiram participar da ação.

Voluntários servindo a janta na Passarela da Cidadania

“Gostaria de reforçar este pedido de doações, pois se cada pessoa que tiver condição de adotar uma cartinha ou doar 1 kg de alimento realmente se propor a fazer isso, mais de 1500 pessoas em situação de vulnerabilidade poderão desfrutar de um Natal ainda mais especial”, afirma a presidente da Rede Somar Floripa, Cintia de Queiroz Loureiro.

Para quem quiser fazer doação de alimentos, a entrega deve ser na sede da Rede Solidária Somar Floripa, na Rua Tenente Silveira, nº 60 – 1º andar. As entregas de presentes da Árvore Digital da Somar também devem ser no mesmo local. Pessoas interessadas em ser voluntários na Somar Floripa podem acessar o site somarfloripa.com ou entrar em contato pelo WhatsApp (48) 98441-0217.

A rede solidária da Prefeitura de Florianópolis, Somar Floripa, presenteou com brinquedos ecológicos mais de 200 crianças das instituições: Quilombo Vidal Martins (Rio Vermelho), Casa Lar Recanto do Carinho (Ingleses), Amigos do HU (Trindade), Creche Vó Inácia (Saco dos Limões) e Centro de Solidariedade Humana (Capoeiras). Os brinquedos foram confeccionados por alunos das Unidades Educativas da Rede Municipal de Ensino, dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFVs) e dos Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (CCFVs) que participaram do concurso “Brincar é Reaproveitar”. A iniciativa celebrou o mês das crianças (Outubro), de maneira sustentável, unindo diversão com a Semana Lixo Zero, que ocorreu de 18 a 27 de outubro, para mostrar a importância em reaproveitar resíduos sólidos.

Os pequenos da Creche Vó Inácia fizeram a festa ao receber a doação. A professora Isabel Pinho explicou à eles sobre a importância de reaproveitar os materiais sólidos para preservar a natureza. “Aqui na nossa creche sempre buscamos ensinar os alunos sobre cuidar do meio ambiente, já realizamos algumas oficinas, produzimos uma árvore de papel, e uma casinha de garrafa pet. Queremos agradecer às crianças pelos lindos presentes e ao Somar Floripa pela incrível iniciativa”, afirma a professora.

As meninas do Quilombo Vidal Martins ficaram empolgadas com os brinquedos ecológicos e foram brincar assim que receberam os presentes. “Eu gostei muito dos brinquedos, eles são tão legais e bonitos que vou brincar todos os dias”, conta Elen Vidal Ribeiro de Lima.

Já o Centro de Solidariedade Humana (CSH) irá organizar uma festa natalina para as crianças da região continental de Florianópolis. “Os brinquedos reciclados que recebemos serão utilizados na nossa campanha de Natal deste ano. Graças a parceria com o Somar Floripa, todas as crianças da nossa instituição receberão presentes”, conta a assistente social do CSH, Taís Coelho.

“Estamos felizes com o resultado desta iniciativa que uniu sustentabilidade com solidariedade e contou com a participação de tantas crianças. Os pequenos receberam os ecobrinquedos com muito carinho”, afirma a presidente da rede solidária Somar Floripa, Cintia de Queiroz Loureiro.