Voluntária do Somar Floripa realiza oficinas de arte e cultura com grupo de idosos

Voluntária do Somar Floripa realiza oficinas de arte e cultura com grupo de idosos


O trabalho voluntário é uma atitude solidária de grande importância social, que possibilidade uma troca mútua de experiências entre quem realiza e as pessoas que precisam. Desta forma, Noemí Guimarães encontrou a rede solidária da Prefeitura de Florianópolis, Somar Floripa. Desde de outubro de 2019, ela ministra atividades de arte, cultura e lazer com idosos do Centro de Solidariedade Humana (CSH), no bairro Capoeiras. Todas as terças-feiras, das 13h30 às 16h, é realizado o Grupo de Qualidade de Vida, cujo objetivo é proporcionar bem-estar às pessoas da 3ª idade por meio de oficinas de artesanato, passeios e aulas de dança. 

A voluntária conheceu o Somar Floripa no evento Meetup Social, em agosto, e decidiu cadastrar-se na plataforma da rede para compartilhar com outras pessoas suas habilidades de costura. Atualmente ela estuda Produção de Moda no SENAC e conta que descobriu ainda criança o gosto pela costura e pelo voluntariado. “Posso dizer que desde pequena faço trabalho voluntário. Eu costumava auxiliar minha mãe, que dava aula para alunos do EJA no SESC e curiosamente a maioria deles eram idosos.”

Noemí busca trazer novas atividades de artesanato para o grupo de 18 idosos cadastrados no CSH. Cada semana eles se encontram para trocar experiências e juntos confeccionarem algo minimamente detalhado. A última oficina foi de fuxico, onde aos poucos estão produzindo toalhas de mesa para o Natal. “Os idosos trazem suas vivências para o grupo e eu os ensino a fazer artesanato. Eles levam muito a sério tudo que fazem, procuro sempre dar atenção a todos e assim me divirto muito com eles. É uma troca enriquecedora para todo mundo”, comenta Noemí Guimarães

Seu José Francisco é um dos participantes cativos. “Aqui é um lugar que eu venho para me distrair, conversar e produzir algo. Todas essas coisas me fazem bem e ajudam na recuperação dos meus problemas de saúde”, explica. 

O CSH atende as comunidades da região continental de Florianópolis e conta com quatro voluntários do Somar Floripa, que juntos a assistentes sociais desenvolvem diversas atividades com famílias e idosos em situação de vulnerabilidade social. A instituição está em fase de implantação de novos projetos para 2020. “Entendemos a família como organismo vivo, em constante transformação e por isso estamos buscando nos reestruturar e pensar em novas ações que garantam o acesso aos direitos sociais das pessoas. Um destes projetos é o ‘Contando Economias’ que objetiva levar educação financeira às famílias atendidas e a comunidade em geral. Contaremos com a ajuda de mais uma voluntária do Somar Floripa. Essa parceria que temos é fundamental para a realização das atividades do CSH”, comenta a assistente social, Taís Coelho. 

Deixe seu comentário para a gente!